Casas debaixo d’água – Azaléia

 

Colchões molhados depois da chuva.

 

Viva São João recebeu uma denúncia dos moradores do bairro Azaléia, recém entregue.

O bairro Azaléia fica a caminho de Sto. Antônio do Jordim, depois do D.E.R., colado ao Bairro Primavera e teve suas casas entregue dia 30/10 aos moradores.

A denúncia feita, por moradores de 9 casas diferentes, é devido aos problemas que as casas apresentam, e que quando levado até a EMURVI, (Empresa Municipal de Urbanização de São João da Boa Vista), dizem que é “normal o que esta acontecendo com as casas” e durante a semana que se seguiu nada foi feito para sanar os problemas.

PROBLEMAS APRESENTADOS:

A maioria das casas apresentaram problemas com a chuva, todas elas entraram água durante a chuva, algumas a água saiu belos bocais das lâmpadas, outras pela tomada, outras ainda não saiu água e a infiltração é visível nas paredes que se econtram húmidas.

Telhado irregular

Algumas apresentam telhas quebradas, outras telhões que se soltam, algumas mal encaixe das telhas, outras um afundado no telhado que deixa as telhas mal encaixadas.

Telhas quebradas

Teve casa que apresentou problema no vaso sanitário que não tinha descarga e toda vez é necessário jogar baldes d’agua para que ele faça sua função.

Várias casa com contas de água com valores absurdos, que variam de R$ 75,00 a R$ 500,00, isso com menos de 20 dias de ocupação da residência. Enquanto algumas casas recebem contas de R$ 20,00.

Má iluminação das ruas, inclusive uma rua que só tem 3 postes de iluminação um deles não está funcionando.

Encontramos também casas com paredes quebradas, quadros de eletricidade que não funcionam, que a água só chega até a rua, enfim, com os mais diversos problemas.

Casa entregue com a parede quebrada

Sexta-feira (18/11/11) entramos em contato com o responsável, Alencar Aguiar, e a Prefeita em exercício, Elenice Vidolim que se comprometeram em resolver os problemas até quarta-feira (23/11/11) e deixar todos os outros encaminhados além de deixar um engenheiro no período da manhã durante 1 mês para sanar os problemas e fazer um “pente fino” para levantar todos os problemas dos moradores.

ACOMPANHAMENTO:

Hoje (22/11/11) estivemos no período da manhã no bairro e encontramos o engenheiro depois de muito procurar, dentro de um carro com o vidro insulfilmado quase que inteiro fechado e andamos com ele no bairro, ele se prontificou a realmente fazer o pente fino e resolver os problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.